Publicado em Músicas

Kailee Morgue

Você já ouviu falar nesse nome? Tenho quase certeza que não, pois, ninguém do meu convívio a conhece, a não ser eu mesma! 😅😅😅

Kailee Morgue é uma cantora nova, em início de carreira, com uma voz extremamente doce e canções maravilhosas! Descobri sua música, “Medusa”, por acaso no YouTube – sabe quando você termina de ver um clipe e começa outro aleatório na sequência? – e desde então passei a acompanhar essa cantora talentosissíma de apenas vinte aninhos.

Nascida em 15 Julho de 1998, natural de Phoenix, Arizona, Kailee Nicole Moore possui um estilo alternativo (seu cabelo já foi verde e agora está cor de rosa), suas músicas tem uma batida pop indie e as letras são bem reflexivas. Adotou o sobrenome artístico “Morgue”, que na verdade significa: “Necrotério”. Sinistro não?! Aliás, ela faz bruxaria! 😱

Kailee tem 14 tatuagens e é pansexual

Coincidentemente (ou não), a primeira música que conheci dela (Medusa) é a mesma responsável pelo seu aparecimento no mundo da música, que inclusive virou o título do seu primeiro EP. Ela compartilhou a demo dessa canção no seu Instagram e se tornou viral da noite para o dia.

Em 2017 fechou contrato com a gravadora Republic Records de Nova York (a mesma que produziu artistas como: Melanie Martinez, Panic! At the Disco, Carly Rae Jepsen, Ariana Grande, Lorde, entre outros…) e em 19 de janeiro de 2018 lançou seu primeiro EP de estúdio com quatro faixas: Medusa, Discovery, Ghost Of Mine e Unfortunate Soul.

Capa EP Medusa

Kailee tem contato com a música desde os 10 anos, quando ganhou seu primeiro violão e em algum momento da adolescência começou a compor suas próprias músicas. A propósito, é possível encontrar no YouTube seus vídeos covers de quando ainda não era famosa.

Atualmente está trabalhando em seu primeiro álbum de estreia, que deverá ficar pronto em 2019! Seu último single lançado até o momento é “Siren” que se tornou a minha música preferida, depois de “Medusa”, é claro rs.

Outras músicas já foram lançadas como singles promocionais do seu álbum que ainda está por vir, igualmente boas, sendo: F**k U, Go to Sleep (feat. Bearson) e Do You Feel This Way (feat. Whetan). Vale a pena você ouvir, eu mesma gosto de todas essas!! Não tenho a menor dúvida que Kailee Morgue se tornará um sucesso estrondoso! 💥💥💥

“Quando você ouve a minha música, eu quero que ela te rodeie e lhe dê uma compreensão não apenas do que você está ouvindo, mas de si mesmo. Espero que as músicas deixem você feliz e te distraia de tudo que você está passando. Essa é a minha visão para tudo isso.” (Citação da cantora)

Publicado em Seriados

Elite

Título Original: Élite

Criadores: Darío Madrona e Carlos Montero

Ano: 2018

Nº de Episódios: 8

Categoria: Adolescente, Drama

Quem aí já ouviu falar nessa nova séria da Netflix que estreou dia 05 de Outubro?! Confesso que comecei a assistir um pouco desacreditada, pois parecia só mais uma série adolescente bobinha, mas me surpreendi, viu?! Na verdade, é até adulta demais, abordando temas muito modernos e consideravelmente explícitos! Fiquei de queixo caído em muitas cenas!!

A série é espanhola e aborda homossexualidade (tem até beijos e cenas de sexo entre dois homens), tráfico de drogas, nudez em cenas de sexo hétero (as atrizes pagam peitinho), fala sobre certa doença sexualmente transmissível (não farei spoiler) e o que mais me surpreendeu: cenas de sexo a três!! Isso mesmo, um belo ménage à trois!! Mas o mais impactante não é nem essa questão, e sim o fato do namorado ter fetiche em ver a namorada com outro homem! Fala se essa série não é modernona?! #Adorei

Bora Conhecer Os Personagens??

Da esquerda para a direita: Samuel, Christian e Nadia.

Samuel (Itzan Escamilla – As Telefonistas), Nadia (Mina El Hammani) e Christian (Miguel Herrán – La Casa de Papel) ganham bolsa para estudar em um colégio mega conceituado da Espanha, Las Encinas, após a escola em que eles estudavam, do ensino público, desabar. Mas o choque social é muito grande, pois vão estudar em um colégio de elite, em que todos são podres de ricos, menos eles.

Christian é o mais animado e desinibido dos três, não se deixando intimidar pela hostilidade dos riquinhos. Samuel é o personagem mais bonzinho de todos e o mais sem graça também, tão mongo que chega irritar. 🙄 E Nadia é uma garota extremamente certinha e recatada, de origem árabe.

Samuel e Marina

Samuel tem um crush por Marina (Maria Pedraza – La Casa de Papel) e acaba rolando aí um triângulo amoroso, pois a ruivinha também se envolve com Nano (Jaime Lorente – La Casa de Papel), o irmão, pedaço de mal caminho (literalmente), de Samuel. Aliás, há quem diga que prefere ela com o todo errado do Nano, do que com o sem sal do Samuel rs. (A propósito, os atores que interpretam Marina e Nano estão juntos na vida real!!)

Marina e Nano

Falando em Marina, ela é irmã de Guzman (Miguel Bernardeau) um riquinho muito do arrogante, mas que se regenera no decorrer da série. Ele tem um lance amoroso com Lu (Danna Paola – Amy, A Menina da Mochila Azul) e juntos planejam ferrar com Nadia. Falando em Nadia, essa é irmã de Omar (Omar Ayuso), um árabe todo diferentão que trafica drogas e é gay. Omar se envolve com Ander (Arón Piper – 15 Anos e Um Dia), filho da diretora do colégio.

Agora vamos falar de um casal muito louco??

Carla (Ester Expósito) e Polo (Álvaro Rico – Velvet Colección)

Os dois curtem sexo a três, Polo tem prazer em vê-la com outro, além de ter uma tendência a bissexualidade. De todos os personagens, eles foram os que mais me surpreenderam, já que não é todo dia que uma série retrata esse tipo de casal liberal (ainda mais se tratando de jovens no ensino médio).

A série me remeteu a novela Rebelde (por conta do uniforme e dos personagens colegiais) e também ao seriado 13 Reasons Why (por conta do mistério em torno da morte da protagonista), mas, engana-se quem pensa que são entretenimentos similares. Elite é muito mais adulto que Rebelde e aborda assuntos muito mais diversificados que bullying.

Gostei das atuações (apesar de muitos não terem tido trabalhos anteriores), da fotografia, da forma como casaram a trilha sonora em cada cena e do enredo como um todo. A série consegue te prender até o último capítulo!

E para te deixar com água na boca e uma pontinha de curiosidade sobre tudo que contei, trouxe abaixo algumas cenas que mais gostei e que mais me marcaram no decorrer da trama. Ahh, só não trouxe nenhuma cena do último episódio para não fazer mais spoilers rs.

EPISÓDIO 1

Lembram quando eu citei lá no início do post que Christian é o cara? Pois então, a cena abaixo retrata bem o que quero dizer rsrs.

Ainda no episódio 1, fiquei imensamente encantada com essa cena em que Samuel chega na escola e vê Marina. Uma cena bem romântica, com uma música fofinha de fundo, mesclada com um pouco de mistério.

EPISÓDIO 2

Vamos a uma das muitas cenas calientes entre Christian, Carla e Polo. Essa é a mais leve para aquecer.

EPISÓDIO 3

Conheçam o casal gay contracenado por Omar e Ander. Quem chipa?

Agora vamos ver duas cenas na sequência em que Nadia, a nossa querida boa moça, se droga, sem saber, tomando um ponche batizado na festa de Samuel. Achei bem engraçado vê-la ‘alegrinha’ rsrs.

Ainda no episódio 3, finalizamos com uma cena entre o casal bandido: Marina e Nano. Eu chipo!!

EPISÓDIO 4

Essa cena eu achei simplesmente F-A-N-T-Á-S-T-I-C-A, em que Christian, Carla e Polo dão um show de atitude!

EPISÓDIO 6

(sim, pulei o 5 que não teve nada marcante)

EPISÓDIO 7

ATENÇÃO, TEM SPOILER!

Esse episódio teve duas cenas muito fortes (também, se aproximando da reta final, né?), não queria ter um pai igual o da Nadia.

E para finalizar, pancadaria!!!

O oitavo episódio é ainda mais revelador, mas prefiro que descubram assistindo por completo. Depois vem aqui comentar o que achou da série, combinado?! 🙂

TRILHA SONORA

No Spotify tem a trilha sonora completa da série, só você procurar pelo nome Elite. Porém, trago aqui duas músicas (pois é, apenas duas) que super gostei e até salvei:

Christina y Los Subterraneos – Tú Por Mi (Quando Samuel chega na escola e vê Marina no 1º episódio)

Night Panda Twisted Games