Publicado em Seriados

13 Reasons Why

Criador: Brian Yorkey

Ano: 2017

Nº de Episódios: 13

Categoria: Adolescente

Hannah Baker (Katherine Langford) é uma adolescente do ensino médio que misteriosamente se suicidou. Porém, antes de tirar sua própria vida, ela gravou 7 fitas (distribuídos entre lado A e lado B) contando o porquê da sua decisão, e cuidou para que as pessoas envolvidas, as recebessem após a sua morte!

O seriado começa na vez de Clay (Dylan Minnette – O Homem Nas Trevas) ouvi-las, e mesmo sabendo tão pouco sobre esse personagem, também ficamos espantados dele ser um dos porquês! 😯 O garoto fica perturbado, e diferente de todos os outros que ouviram as fitas antes dele, honrosamente toma atitudes em prol de amenizar o sofrimento daqueles que foram afetados, como também tenta punir aqueles culpados que, se não fossem pelas fitas, ficariam no anonimato.

Quando comecei a assistir a série, achei que todos os envolvidos tivessem feito algo muuuito grave, mas não foi bem assim. Alguns cometeram delitos mais leves, mas que somados a tudo que Hannah já estava vivendo, pesou para a sua decisão.

O primeiro culpado a descobrirmos é Justin Foley (Brandon Flynn – BrainDead). Confesso que a princípio não achei que o que ele fez fosse digno do suicídio de alguém, mas a minha visão sobre ele mudou bastante depois, pois lá na frente descobrimos outra coisa muito pior que ele foi cúmplice e aí sim entendo melhor a Hannah.

Jessica Davis (Alisha Boe – Atividade Paranormal 4) ao meu ver não é exatamente uma culpada, e sim outra vítima assim como Hannah, só que sem saber rs.

Como demorei para entender qual a relação do Alex (Miles Heizer – Nerve: Um Jogo Sem Regras) com uma certa “lista” rs. Sim, esse teve bastante culpa no cartório, mas sua auto punição foi drástica demais!

Por mais que o que Tyler (Devin Druid – Mais Forte Que Bombas) fez não seja correto, ele não tinha intenções de prejudica-la ou humilha-la. O coitado é tão bobão que nem os outros envolvidos o levam a sério rs.

Já essa aqui é uma grande cretina e sem caráter! Não se enganem com esse rostinho inocente da Courtney (Michele Selene)!

Zach Dempsey (Ross Butler – Riverdale) é o meu gato preferido da série! 😍 Toda vez que o via em cena suspiraaaava… 😬 Na minha avaliação o que ele fez não foi tão grave assim, na verdade seu mal comportamento com a Hannah se deu por conta dela mesma, que o atacou antes que ele fizesse algo – não que ele pudesse ter agido diferente se ela tivesse dado corda -. Daí só fez valer todo o mal tratamento que recebeu da garota.

Esse sim foi um grande cafajeste! Me enganei com ele no episódio 4. 😠 Marcus (Steven Silver – The Problem with Mr. Withers) é um cretino!!

Ryan (Tommy Dorfman – In My Skin) errou feio, mas com a melhor das intenções! Não o vejo como vilão, pois ele só esperava que os outros vissem na Hannah, a mesma pessoa talentosa que ele conseguiu ver.

Sheri (Ajiona Alexus – The Rickey Smiley Show) é uma pobre coitada que num momento de covardia causou uma tragédia horrível. Mas também não a vejo como vilã, já que não foi intencional.

Esse sim é o Diabo! Acima de todos os outros, Bryce (Justin Prentice – Glee) é o grande culpado pelo que aconteceu com a Hannah! Só é curioso que justamente ele não tenha recebido as fitas. 😤

Acho bastante injusto o Clay ser um dos porquês. Aliás, fiquei bastante irritada com a protagonista por faze-lo se sentir culpado, apenas porque foi gentil o suficiente em atender um pedido dela.

Há também um integrante do corpo docente da escola envolvido, mas não direi quem é pois senão perde a graça rs. Só lhes digo que também me desapontei com tal personagem. ☝🏻

A história intercala presente com o passado, e podemos reparar a troca de tempo de acordo com a tonalidade da cena (passado: cores quentes / presente: cores frias), ou também podemos nos guiar pelo machucado na testa de Clay, que não cicatriza nunca! 😅 O tema principal do seriado não é suicídio, como muitos pensam, e sim bullying! Algo que sempre existiu nas escolas, mas que no mundo atual está ainda mais intenso, por conta dos aparelhos celulares que filmam e repercutam o acontecimento.

O primeiro episódio é espetacular, e me deixou bastante curiosa para assistir os demais, porém, o segundo e terceiro já foram mais parados, me desanimando da série. Se isso também acontecer com você, não desista e continue assistindo, pois aos poucos vai ficando ainda melhor! Não dei muito crédito para a Hannah a princípio, pois as coisas que ela passou, apesar de desagradáveis, não foram tão monstruosas assim, para que ela se suicidasse. Mas tudo começou a fazer mais sentido a partir do capítulo 9! Os últimos episódios foram ainda mais pesados, com cenas fortes sendo previamente avisadas no início de cada um deles. 👀

Apesar de as coisas terem feito ainda mais sentido, isso não quer dizer que concordo com a decisão da protagonista em se matar. Ela poderia ter recorrido as autoridades, feito algum barulho e não se calado para sempre. Também discordei dela em várias situações, principalmente nas que envolviam Clay.

Enfim, não esperem final feliz, na verdade, detestei o desfecho! O último episódio foi tão parado que nem parecia ser a conclusão. Alguns personagens ficamos sem saber como acabaram, deixando muito a desejar! Há boatos que haverá segunda temporada, mas confesso que não vejo como a história pode continuar do jeito que acabou. Sabe aquele final sem sal? Foi exatamente assim que acabou a série.

Baseado no livro homônimo de Jay Asher, sua produção contou com nada mais, nada menos que Selena Gomez! 😃

Se eu recomendo a série? Apesar de ter esperado bem mais do final, sim, recomendo, pois aborda um tema muito relevante. E apesar de ser adolescente, pode (e deve) ser assistido por adultos também – principalmente pais de adolescentes -. Confiram o trailer: 👇🏻

TRILHA SONORA

As únicas músicas que gostei MESMO ao ponto de baixar, foram:

Lord Huron – The Night We Met (Música do início do trailer e do capítulo do baile em que Hannah e Clay dançam juntos)

Hamilton Leithauser + Rostam A 1000 Times (Quando Hannah imagina como seria a sua vida, se namorasse o Clay)

*

Você já assistiu? Concorda ou discorda de mim? Participe dando a sua opinião nos comentários! 🙂

Autor:

Graduada em Jornalismo, apaixonada por música, livros, filmes e séries. O espírito Jovem me domina & adoro uma Diversão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s