Publicado em Histórias Do Milagre

Milagre – Parte 4 “Complicações”

Cheguei em casa e postei no Facebook sobre o cachorro, pois ele tinha coleira, e estava com “gravata de pet shop” que são aquelas gravatas que dão quando os cachorros tomam banho, até perguntei para alguns amigos do bairro, mas ninguém sabia quem seria seu dono.

2° Dia

No dia seguinte (domingo), liguei na clínica para saber se tinham novidades. E a veterinária já me veio com outra má notícia… Disse que ele estava apresentando “alterações neurológicas”, que não respondia a estímulo nenhum! Não comia, não se mexia e ficava com o olhar perdido. Me explicou que dependendo de como foi o atropelamento, poderia ter batido a cabeça, e que se fosse isso mesmo, não adiantaria fazer cirurgia, pois seria caso perdido, disse que seria preciso fazer um outro exame, e pediu minha autorização. Concedi. Desliguei o telefone pedindo a Deus que não deixasse ser isso.

3° Dia

Liguei novamente e a veterinária, disse que o cãozinho já estava bem melhor (no quesito neurológico) que já acompanhava com os olhos e tentava se levantar! Que provavelmente estava imóvel antes devido a dor. Não foi preciso fazer nenhum exame, e naquele dia a tarde, seria feito o procedimento cirúrgico. Fui até lá depois do serviço para vê-lo, mas não consegui, pois disseram que ele tinha acabado de entrar em cirurgia (houve atraso).

4° Dia

Liguei para saber como tinha sido e como ele estava, e adivinhem? Mais complicações! A veterinária explicou que tinha dado tudo certo, entretanto ele não estava conseguindo se levantar, e estavam desconfiados que as patas de trás, também tivessem sido afetadas pelo acidente. Disse que seria preciso fazer um raio X. Concedi que fizessem, e no dia seguinte quando fui buscá-lo só tive mais notícias amargas… 😦