Publicado em Cinema

O Amor Não Tira Férias

Título Original: The Holiday

Direção: Nancy Meyers

Ano: 2006

Categoria: Comédia Romântica

Amanda (Cameron Diaz – Quem Vai Ficar Com Mary?) e Iris (Kate Winslet – A Vida de David Gale) são duas mulheres que tiveram seus corações partidos. Amanda por descobrir que seu namorado foi infiel e Iris por saber que o homem pelo qual é perdidamente apaixonada, irá se casar com outra. O que as duas tem em comum, além de ambas estarem arrasadas amorosamente? Elas se cadastraram num site especializado em intercâmbio de casas e uma se interessa pela casa da outra para passarem um período de férias. Amanda vive em Los Angeles e Iris em Londres, o que torna essa troca de casas ainda mais interessante e emocionante!

O contraste entre as duas personagens é mesmo impressionante. Enquanto Iris é mais emocional e passiva, Amanda tem uma personalidade mais forte, geniosa e nem um pouco emotiva. As duas mal se conversam após a troca, mas vão refazendo suas vidas em contato com pessoas que antes eram próximas da outra. Será difícil voltarem para suas casas após a vida delas ganharem uma nova cor.

Eu gostei demais do filme!! Mais do que ter uma história mirabolante, o que me atrai numa produção cinematográfica é a forma como aquela trama é contada e O Amor Não Tira Férias é muito gostoso de assistir. Apesar de ser apenas um filme, nos traz aquela mensagem que por mais desiludidos que estejamos, sempre há um recomeço e uma nova história a ser vivida. Remoer o passado? Para quê? Vamos fazer igual essas personagens e buscar um novo sentido para vivermos, mesmo quando tudo parecer estar perdido.

Publicado em Músicas

7 Músicas Legais que descobri em Junho

Oie!

Preparados para mais uma dose mensal de músicas?

Desta vez vamos começar pelas nacionais…

1| CUTE BUT PSYCHO – Manu Gavassi

Para quem não conhece, Manu Gavassi é uma cantora brasileira que está na ativa desde 2010! Lembro que a primeira música que ouvi dela, há muitos anos atrás quando ainda estava na escola, foi “Planos Impossíveis”. Descobri “CUTE BUT PSYCHO” por acaso, trazida aleatoriamente pelo Spotify. E que música! Gosto quando a batida é rápida, quando rima e, principalmente, quando a voz de quem canta é super afinada. A propósito, “CUTE BUT PSYCHO” não é só o nome dessa música, mas também o nome do novo álbum da Manu, que foi lançado há menos de um ano, em dezembro de 2018.

2| Torrada e café – Tiê

Nunca tinha ouvido falar dessa cantora, até ser apresentada a “Torrada e café”, pela querida Carolina Costa, autora do blog Pássaro de Tinta, após a mesma postar uma playlist de músicas nacionais. Gostei da indicação! Obrigada Carol!!

3| Be Mine – Ofenbach

Ofenbach é um duo francês de DJs, chamados: Dorian Lo e César de Rummel. Por acaso, “Be Mine” é a música de ouro deles. Por que será né?

4| Caffeine – Foreign Air

Foreign Air também é um duo. Jesse Clasen e Jacob Michael formaram a banda em 2015, quando lançaram seu primeiro single: “Free Animal” – que é outra música deles que também adoro!

5| Natural – Imagine Dragons

Todo mundo aí já deve conhecer a banda Imagine Dragons, não é mesmo? Banda famosíssima, formada em 2008. Possuem vários sucessos, tais como: “Believer”, “Thunder”, “Radioactive” e “Demons”. Agora lhes apresento “Natural”! Tão foda quanto as que acabei de citar!

6| On My Way – Alan Walker

Alan Walker é um produtor musical e DJ que ficou mundialmente conhecido após lançar o sucesso: “Faded”. Descobri “On My Way” por acaso no Spotify e achei bastante válido trazer para vocês. Ouçam que musicão!!

7| Quit Me – Unless You Crave Danger

Mais um grupo musical, que se não fosse pelo Spotify eu não teria descoberto. Na verdade, grupo musical é muita generosidade, o único integrante da “banda” é um cara chamado Matt Bovett. Ainda não possui álbum lançado, apenas singles avulsos. Mais um talento aguardando ser descoberto e conhecido mundialmente.

E é isso… Espero que tenham gostado das indicações sonoras deste mês!

Beijão!
Publicado em Cinema

5 Motivos Para Gostar de Toy Story

Oie!!

Aproveitando que Toy Story 4 está nos cinemas, resolvi fazer um post especial falando de todos os quatro filmes já lançados e o porquê de todas essas produções fazerem tanto sucesso!

  1. É uma animação adulta. Por mais que seja infantil, não é bobo. É inteligente, capaz de entreter todas as idades;
  2. Não tem maldade. Ao contrário dos demais desenhos em que os vilões são cruéis e macabros, aqui são apenas personagens com um histórico de vida triste, que os tornaram amargos e egoístas, capazes de se regenerarem;
  3. É criativo. As aventuras são tão bem boladas, que fogem completamente do óbvio e da mesmice;
  4. É educativo. Nos ensinam a importância de valorizarmos os amigos, a família e a perdoar quem nos fez mal. Como também a termos coragem com os desafios e dificuldades que surgirem em nossos caminhos;
  5. É original. Você já assistiu a algum outro desenho que fez tanto sucesso e que ganhou tantas continuações em que os personagens são brinquedos? Não. Toy Story é único!
Toy Story – 1995

Você sabia que o primeiro Toy Story foi lançado em 1995? Pois é, há mais de 20 anos éramos apresentados ao xerife Woody, Buzz Lightyear e toda a sua turminha. São todos brinquedos do Andy, um garotinho de 8 anos, que neste primeiro filme está fazendo aniversário e ganha o Buzz Lightyear de presente. A trama é centrada neste novo integrante, que ainda não se deu conta que é um brinquedo e pensa que é um patrulheiro espacial de verdade rs. O que nos garante muitas risadas.

Toy Story 2 – 1999

Quatro anos depois do primeiro filme, é então lançado a continuação. Desta vez o foco da trama será no próprio Woody, que é roubado por um homem ambicioso, que pretende vendê-lo para um museu no Japão. Novos personagens entram em cena, sendo a Jessie, Bala no Alvo e Pete Fedido – que acaba sendo um dos vilões desta edição -. Confesso que Toy Story 2 é o que menos gosto. Mas ainda assim é uma produção que vale a pena ser assistida!

Toy Story 3 – 2010

Quem aí esperava ser surpreendido com uma continuação após onze anos?? 😱 Lembro que fiquei mega surpresa quando soube da notícia. Corri para assistir e simplesmente A-D-O-R-E-I! 😍 Juro, o 3 é o meu preferido! (Preciso assistir ao 4 mais algumas vezes para poder decidir se roubará esse posto. 😬) Neste aqui, Andy já está crescido e vai para a faculdade. Seus brinquedos, companheiros de longa data, quase são jogados fora e acabam em Sunnyside, uma creche!

Cara… não tenho palavras para dizer o quanto Toy Story 3 é INCRÍVEL! Entre os personagens novos temos a Barbie e o Ken, e é muito hilário como durante o filme inteiro eles fazem piada com a feminilidade do boneco hahaha. O Buzz, em espanhol?? Muito bem bolado!! 😂 E eles lá no lixão?? (Tá, tô fazendo spoiler.) Me fez chorar. Na verdade chorei em vários momentos, porque essa continuação é mesmo de arrasar! Não é atoa que levaram 11 anos para lançá-la! Amo mais que chocolate! ❤️

Toy Story – 2019

E agora sim chegamos na atualidade, Toy Story 4 que está em cartaz nos cinemas. Bonnie, que é a nova dona dos brinquedos desde o final de Toy Story 3, já não brinca mais com o Woody e mesmo assim ele permanece um brinquedo leal, se arriscando e se aventurando em prol da felicidade da sua nova dona. Novos personagens surgem (se preparem para dar muitas risadas com esse coelho azul que parece o Sansão da Turma da Mônica e esse patinho amarelo – que inclusive são dublados por Marco Luque e Antonio Tabet do Porta dos Fundos-) e também resgataram uma personagem muito fofa do primeiro e segundo Toy Story, que é a Betty! Aliás, ela ganhou um grande destaque nessa continuação, protagonizando ao lado de Woody o tempo inteiro até o final.

A propósito, falando em final, estou MEGA CURIOSA em como será a continuação deste, isso se houver, já que… se preparem para o spoiler… Woody se s-e-p-a-r-a dos demais brinquedos!!! Oh meu Deus!! Será o fim de Toy Story?? 😱 Será o fim do Woody nas possíveis futuras continuações?? 😰 Ou será que mais uma vez eles vão nos surpreender com uma continuação mirabolante e inimaginável?? Bom… estou torcendo por essa última opção, mas acho que talvez levará mais uns dez anos para descobrirmos…