Publicado em Biblioteca

O Homem Que Queria Ser Deus

o-homem-que-queria-ser-Deus

Autor: Luciano Dallo

Editora: Bérgamo

Ano: 2010

Amanda e Norman se conheceram em Nova York, quando ele tinha 22 anos e ela 18. Ela foi para estudar inglês. Norman era um pobre sonhador. Insistiu para que ela não voltasse ao Brasil, tentou de várias formas convencê-la de que foram feitos um para o outro, mas foi em vão. Norman afirmava que seria um homem muito rico, e jurou que um dia, a buscaria no Brasil e realizaria todos os seus sonhos. Ela o amava, mas pensava que era apenas uma história passageira, e sabia que não conseguiriam viver só de amor. Namoraram por 6 meses.

“Vinte e cinco anos depois, o passado bate a porta de Amanda. Norman queria cumprir sua promessa. Ele havia se transformado num dos homens mais ricos do mundo, e queria resgatar seu amor da juventude.”- Esse é um pequeno trecho da introdução do próprio livro, pois eu não encontrei palavras melhores para começar a falar dessa história. Amanda é procurada por Wallace, um senhor de aproximadamente 85 anos, que é assessor e amigo de Norman.

“Aquela manhã parecia como qualquer outra. Ela se preparava para seguir sua rotina sem imaginar que sua vida estava prestes a mudar. E muito.” (Pág. 14)

Ele a pede que vá para os Estados Unidos para reencontrar Norman, que há anos estava a sua procura, e que algo muito majestoso a espera. Ela sabia que não poderia largar sua vida e sua rotina assim de uma hora para outra, e pediu um dia para pensar. Em contra-mão estava muito curiosa para rever Norman, viveram uma intensa paixão, e mesmo que ela tivesse casado e tido dois filhos, nunca sentiu nada parecido com o que sentiu por ele. Tentou relutar mas Wallace a convenceu. Mesmo incerta, ela aceitou. Sem saber no homem poderoso em que Norman havia se tornado e tudo o que havia conquistado.

Quando chegou na sua nova casa, de helicóptero, em Hamptons, Amanda tem noção do “majestoso” ao qual Wallace se referiu. Aquela casa era o paraíso, não era bem uma casa e sim uma mansão, que Norman comprou para ela anos atrás, para dar-lhe de presente quando a reencontrasse. Como se tudo isso já não fosse espantoso o suficiente, Amanda agora era milionária. Também foi transferido para sua conta 10 milhões de dólares. Ela começava a questionar se merecia tudo aquilo. Precisava que a levassem logo para ver o Norman. Tinham muitas coisas que conversar. Apesar de estar feliz, estava muito sem graça com tudo aquilo.

Até que a primeira grande bomba é revelada: Norman está em coma. E esse foi o principal motivo para que Wallace fosse atrás dela no Brasil, pois ele tinha fé que somente ela conseguiria tirá-lo do coma, já que ele nunca a esqueceu. A segunda grande bomba a ser revelada é: Norman, na verdade é casado e possui três filhos. Não preciso nem dizer que Amanda quis voltar para o Brasil depois disso. Não queria ser a responsável pelo fim de um casamento e como poderia ajudar alguém que estava em coma? Se sentiu enganada por Wallace, por ter omitido essa parte quando ainda estavam no Brasil. Novamente relutante, Amanda aceita ajudar. E nas duas visitas em que faz ao Norman, escondida, ele apresenta considerável melhora. Mexe o braço em uma, e na outra, enquanto ela lê uma passagem da Bíblia, ele abre os olhos e a olha por alguns segundos. Mas como Norman é um empresário muito rico e poderoso, a mídia começa a postar notas: “mulher misteriosa visita Norman Orrow. Wallace e Amanda ficam em estado de alerta e ela para de visitá-lo até que as coisas se acalmem. Amanda, precisando dividir suas angústias e medos com alguém, liga para sua irmã no Brasil, e devo dizer que foi uma das partes mais engraçadas que li:

“- Você assistiu ao Jornal Nacional? – Pergunta Amanda.

– Assisti, por quê?

– Viu a reportagem sobre o bilionário Norman Orrow?

Sofia ficou muda.

– Assistiu ou não?

– Calma. Deixe-me sentar, a ficha está caindo.

Sofia fez uma breve pausa.

– Você quer dizer que esse cara que apareceu na televisão é aquele seu paquera dos tempos de estudante?

[…]

– Você não imagina o problema em que estou metida. Logo vão descobrir que sou eu, não sei onde enfiar minha cara. Norman é casado, tem três filhos. Você está me entendendo?

– O cara tem trinta bilhões, só estou entendendo isso. Você vai ficar famosa!” (Pág. 166 e 167)

As duas pareciam duas adolescentes conversando, uma deslumbrada e a outra assustada com a repercussão de tudo a sua volta. Ri bastante da naturalidade em que Sofia se empolgava. Amanda não se deixando levar pela empolgação da irmã, a pede que providencie uma passagem de volta para o Brasil, para que ela fuja daquele fogo cruzado, sem que ninguém saiba.

“Quando chegar, vou pegar meu carro e ir para o litoral. Talvez uma pousada na Ilha do Mel. Quero alugar um quartinho e ficar incomunicável por muito tempo. Preciso me recuperar, quero repensar minha vida. Não vou ler jornais nem assistir televisão. Apenas ler bons livros e assistir a bons filmes.” (Pág. 199)

A Mídia não sossega e a cada dia é uma nova surpresa.  É divulgado a casa e o dinheiro que Norman deu para Amanda, e a partir disso sua vida vira um inferno. A história dá uma reviravolta e ficamos muito tristes com o que acontece com o Wallace. O senhor que tinha uma grande fé de que a presença de Amanda salvaria o Norman, é humilhado e escorraçado da empresa, por Laura, esposa de Norman. A primeira tragédia acontece, (não vou contar para não perder a graça) e Amanda mais do que nunca decide voltar para o Brasil escondida, antes que seja divulgado sua foto.

“Ela pôs as duas mãos no rosto e chorou. Era um golpe muito duro que a vida lhe dava, não conseguia entender por que aquilo estava acontecendo com ela. Começou a perder as forças e desmaiou” (Pág. 200)

*

“E agora, o que farei da minha vida? Logo uma foto minha será publicada e aí perderei de vez a paz. Minha vida está prestes a virar um inferno. Serei a grande culpada dessa tragédia, as pessoas nunca saberão a verdade, serei condenada. Ninguém acreditará em minha história. Norman me deu um grande presente e ao mesmo tempo uma cruz.” (Pág. 202)

Devo dizer que senti bastante alívio, assim como a Amanda, quando li as páginas 203 e 204 mas foi uma “pegadinha do malandro”. Quando você ler saberá porquê! Rs. Somente Norman poderia desmentir as calúnias que estavam sendo divulgadas sobre Amanda. Amante golpista, Destruidora de lares, tudo que ela mais temia estava acontecendo, e estava desamparada. Quando estava prestes a voltar para o Brasil foi interceptada e ganhou um novo aliado, alguém que até então parecia ser inimigo. Mesmo assim a situação de Amanda era desfavorável, qualquer um no lugar dela ficaria louco no meio de tanta tribulação. As coisas só iam de mal a pior.

“Naquela manhã, ela quis sua vida de volta, mesmo que tivesse que devolver a casa e o dinheiro. Desejava mesmo resgatar o Norman dos seus sonhos, aquele jovem sonhador que ela tanto amou.” (Pág. 288)

Acontece novas reviravoltas. Agora Amanda é relatada como chantagista para conseguir a casa e os 10 milhões. Sua foto é divulgada e como não consegue mais visitar o Norman, seu quadro clínico piora.

“Amanda não entendia a sua dor, sentia que alguma coisa em sua vida não estava sendo resolvida. Queria virar a página, mas algo a impedia. Convivia com uma sensação constante de fracasso, buscava respostas para o sonho de Wallace, mas só surgiam interrogações.” (Pág. 329)

O livro tem uma mensagem espiritual muito boa, já que um dos personagens é revelado como padre depois. Todo o sofrimento de Amanda é explicado como uma forma cristã de aprendizado. Norman, mesmo em coma está presente em toda a história, onde sua vida e personalidade são revelados de várias maneiras.

“Enfim, nunca escrevi uma carta como esta, e escrevo-a como uma confissão, pois não acredito que será lida. A vida não pode ser tão injusta comigo, as coisas não podem terminar assim, mas, de todo modo, aproveito para dizer obrigado, muito obrigado. Você me proporcionou os momentos mais felizes e intensos da minha vida. Só me resta dizer isso: Que eu te amo. Que eu te amei com todas as forças com que se é possível amar uma mulher. […] Até logo, fique com Deus.” (Pág. 339)

Chorei bastante no final. Tal como quando li “Como Eu Era Antes de Você”. Duvido que alguém chegue ao final sem chorar. Espero que tenham lido até aqui, sei que o post ficou grande, mas não tinha como resumir tanto assim um livro de 349 páginas.

Recomendo demaaaaais!!!

TRILHA SONORA

música

Lana Del Rey – Money Power Glory e Ultraviolence

Autor:

Graduada em Jornalismo, apaixonada por música, livros, filmes e séries. O espírito Jovem me domina & adoro uma Diversão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s