Publicado em Cinema

O Cativeiro

Título Original: Captifs / Caged

Direção: Yann Gozlan

Ano: 2010

Categoria: Terror / Thriller

Bem vindos a um dos filmes mais perturbadores e agonizantes dos últimos tempos! Imagine que você está na estrada e por conta de um maldito desvio se perde. Muito comum de acontecer, não é mesmo? Mas e se após pedir informações, e estiver seguindo viagem de novo, de repente for surpreendido por homens armados e mascarados? O que você faria nessa situação?!

filme cativeiro 2010

Carol (Zoé Félix – A Rivieira Não é Aqui), Samir (Arié Elmaleh – Grandes Garotos) e Mathias (Eric Savin – Agentes Secretos) são violentamente arrancados do carro em que estão, jogados em outro com grades, sem que possam se defender, nem saber para onde serão levados. São apagados durante o trajeto e depois acordam numa cela sombria e assustadora, sem terem a menor ideia das coisas terríveis que irão lhes acontecer.

filme cativeiro 2010 cenas

A princípio nada de ruim lhes acontece (fora o fato de estarem ali), tanto que Mathias – que levou um tiro na perna no momento do sequestro – é medicado e cuidado frequentemente por um médico. Mas tudo isso porque os planos do sequestradores eram outros, e somente quando uma das vítimas morre é que descobrimos com o que estamos lidando! 😳

O Cativeiro (Caged Captifs) - 2010 scene

Assim que um  telefone no corredor (com um toque sinistro) começa a tocar, um deles é escolhido e seu fim é tenebroso. Só então os outros dois se dão conta de que estão ali para morrer. Mas mais do que isso, os vilões não são apenas torturadores, na verdade matam por dinheiro. São traficantes de órgãos. E cada vez que aquele telefone toca, é um novo pedido sendo feito. Será que as duas vítimas que restaram conseguirão escapar desse cruel destino?! 😰 Só assistindo para saber! Não revelarei mais nada! 😬 O filme está disponível completíssimo e dublado no Youtube!

 

Publicado em Músicas

Dua Lipa

Você já ouviu falar em Dua Lipa?? Com certeza sim! Ela é a nova febre do momento! Dona de um vozeirão poderoso, a cantora e modelo de origem albanesa possui apenas 21 aninhos e acabou de lançar seu primeiro álbum pela Warner Bros Records. E olha, ao que tudo indica ela chegou para ficar! 👇🏻

Provavelmente você já ouviu essa música do clipe acima e não só essa, mas todos os singles da Dua são de extremo bom gosto e requinte. Podem dar uma conferida em “Last Dance”, “Be The One” e “Hotter Than Hell” que entenderão exatamente tudo que estou dizendo! 😆

Uma curiosidade muito legal sobre a cantora, é que ela começou gravando vídeos covers no Youtube quando tinha 14 anos, e desde então vem batalhando para ser uma cantora de sucesso, e pelo jeito conseguiu! Quem talento! 😳

“New Rules” é o seu mais novo single, sendo o sexto! Aliás, foi através do videoclipe desta música que comecei a prestar mais atenção na cantora. Duvido vocês assistirem e não gostarem na mesma hora!! 😯

O clipe é todo coreografado, a letra é super condizente com as cenas, e vemos a Dua em processo de superação de um coração partido, onde no começo é consolada por suas amigas, depois já mais recuperada saindo para a balada e por último aconselhando sua amiga que está passando pelo mesmo que ela passou, simplesmente demais!!!

Você já conhecia?? Me deixe saber nos comentários qual a sua música preferida dela!! 😃

Capa do álbum
Publicado em Biblioteca

Toques Para Mulheres

Autor: Edson Rossatto

Editora: Giz Editorial

Ano: 2012

Foi por acaso que comprei este livro. Estava eu no Teatro Adamastor em Guarulhos (tinha ido para um Sarau da revista virtual de uma amiga), quando deparei com uma mini Bienal do Livro lá dentro. Entrei no salão para dar uma olhada sem compromisso, e dois autores que estavam num estande próximo da entrada, me chamaram a atenção. Ao me aproximar, achei que esses dois fossem apenas funcionários do evento, mas quando percebi que o cara na minha frente era praticamente igual ao da capa do livro que estava atrás dele, foi que me dei conta que eram os próprios escritores ali, e valorizei muito isso!

Comecei a conversar com eles a respeito, e o Edson, autor deste livro, me perguntou se eu sabia usar salto alto rs. 🤔 Estranhei a pergunta tão específica e direta, mas assim que o respondi, entendi onde ele queria chegar. Foi quando aproveitou a deixa para me apresentar o seu trabalho: “‘Toques Para Mulheres’ se trata de várias crônicas bem humoradas sobre esse universo feminino pela minha perspectiva. Inclusive há uma crônica que fala exatamente disto, de mulheres que andam tortas usando salto alto, por não saberem usar.” – ele disse, e até pediu que eu não ficasse brava com as histórias rs.

Dado a toda sua simpatia e a capa chamativa, resolvi comprar o seu livro que também estava por um preço interessante. O triste de tudo isso é que infelizmente demorei mais de um ano para lê-lo desde a sua aquisição. Mas se eu soubesse o quão era engraçado e gostoso de ler, já teria lido na mesma semana! 😃

Composto de 143 páginas e 21 crônicas, “Toques Para Mulheres” é mesmo hilário! Não entendo como podem haver mulheres que se sintam ofendidas com as coisas que ele aborda no livro, pois eu, que também sou mulher, tive que concordar com tudo. Vou até aproveitar para destacar algumas das crônicas aqui, que além de me arrancarem risadas em público, também considerei muito relevante o tema abordado e seus toques para cada situação. – Em negrito as partes que me fizeram rir. – 😅

“Seios Maternos São Mais Ternos Do Que Seios Femininos?”

Essa aqui é simplesmente demais! Com certeza muitas mães (as que não tiverem semancol) se ofenderam. Mas eu aplaudo o Edson pela coragem em abordar esse assunto, sem sombra de dúvida ele tem toda razão:

“Uma vez vi uma mulher amamentando um bebê no meio de um corredor lotado de um shopping center, e não longe dali, um fraldário vazio e calmo, onde ela poderia dar de mamar tranquilamente. […] E onde não tem, não custa olhar em volta e avaliar o local mais calmo para saciar a fome do seu rebento. É bom para ele também. E, escolhido o lugar mais sossegado, também acho muito legal as mães que usam o bom senso ao expor sua fonte de comida infantil. Tem mulheres que tiram o peitão pra fora, esparramam aquela câmara de pneu de caminhão pela barriga e, além de quase afogar o pobre bebê, também constrangem quem está por perto.” (Pág. 43)

Quem aí já não viu mais do que deveria ao presenciar uma mãe amamentando? De fato isso acontece bastante, pois não são todas que tem a iniciativa de tampar seu seio com um pano, como se só o fato de estar amamentando lhe desse o direito de o fazer como bem entender. 🤷🏼‍♀️

“O Aurélio E O Igualismo”

Essa crônica é uma das minhas preferidas! Outra que provavelmente também dará/deu muito o que falar! Ele conseguiu abordar os temas “Feminismo” e “Machismo” com muita sabedoria:

“Não sei quanto a vocês, mas tanto feminismo quanto machismo, para mim, soam como um sexo que acha o outro inferior, submisso. E trocar machismo por feminismo seria como trocar uma ditadura por outra. Se eu pudesse escolher uma palavra para um movimento de equiparação entre os sexos, essa palavra seria “Igualismo”. (Pág. 71)

E mais:

“No meu conceito, por exemplo:

MACHISMO seria a mulher ter de usar saia porque é coisa de mulher;

FEMINISMO seria a mulher ter de usar calça porque homens usam;

IGUALISMO seria a mulher usar calça ou saia quando bem quisesse.” (Pág. 73)

Assim como o Edson, também não vejo relevância nessa grande guerra entre o machismo e o feminismo, e gostei bastante da teoria que ele criou, realmente seria o equilíbrio ideal para a sociedade.

“Nem Tudo Entre Quatro Paredes Vale”

Essa sua teoria me pegou de surpresa, pois eu sempre pensei que sim, contanto claro que tudo fosse conversado antes. No caso dele, deu o azar de pegar uma mulher que já colocou pra fora todas as suas fantasias na primeira noite de sexo: 😂

– O que sou sua? – E me deu um tapa no rosto. – Fala, o que sou sua?

Fiquei com medo de dar a resposta errada e ela enfiar o dedo no meu olho. E veio outro tapa.

– Eu… hã… você…

– Fala, desgraçado!

Pela violência, achei que ela queria ouvir umas sacanagens. Então…

– Você é minha… (o que dizer?) gostosa!

– Mais!

Aquela palavra sacana não foi sacana o suficiente. Outro tapa. Ela podia ter tirado o anel, mas nem isso.

– Você é minha… tesuda!

– Eu sou sua puta, seu tarado!

Tarado eu? A meiguinha ali escondia uma ninfomaníaca sadista e o tarado sou eu?” (Págs. 91 e 92)

Coitado! 😂😂😂 Ri demais com essa crônica também! Vocês precisam lê-la por completo, pois ele conta outro exemplo igualmente cômico!

Sinceramente se eu pudesse falava um pouco de cada crônica, pois de verdade, gostei de todas! Não só essas que destaquei, como também: “A Conta, Por Favor” – onde ele aborda a questão do homem ter que pagar tudo sozinho ou dividirem -; “Como Evitar Capetas Garanhões” – o título já diz tudo rs; “Vai Ser Injusta Só Porque São Injustos Com Você?” – DUVIDO que nenhuma mulher se identifique com esta!; “O Último Pingo” – nessa somos presenteadas com um pequeno dilema masculino, que também ri demais! 😅 E por último (não a última do livro, mas a última que citarei aqui rs) mas não menos importante: “Biquínis, Unhas e Extintores” – quando ele esculhamba pés femininos que sejam feios! 😂😂😂

Definitivamente o livro todo é engraçado e repleto de situações corriqueiras que não nos damos conta, mas que podem ser bem desagradáveis e mal vistas pelo sexo masculino. O livro em questão não é de autoajuda, mas possuem dicas valiosas que toda mulher precisa aprender!  Leitura aprovada e recomendadíssima!! 😋